Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
 

Postado em: novembro 4th, 2010 Teatrografia

TEATROGRAFIA DO GRUPO TEATRO NOVO

Por Ricardo Guilherme

1. DEU FREUD CONTRA

Estréia: Teatro Universitário – 1965 (23 de julho)
Texto: Silveira Sampaio / Elenco: Aderbal Freire-Filho, Maria Luiza Moreira, Ernesto Escudero, Iris Breno e Marcus Miranda / Cenografia: Arialdo Pinho / Cenotécnica: Rinauro Moreira / Sonoplastia: Jose Martinho /Iluminação: João Ramos / Direção: Marcus Miranda / Teatro Universitário / 1965 (23 de julho)

2.  UMA JANELA PARA O SOL (ou MORRE UM GATO NA CHINA)

Estréia: Teatro Universitário – 1965 (26 de outubro)
Texto: Pedro Bloch / Elenco: Oliveira Filho, Maria Luiza Moreira e Marcus Miranda / Cenografia: Rinauro Moreira / Direção: Marcus Miranda

3. DONA XEPA

Estréia: Teatro Universitário – 1966 (09 de junho)
Texto: Pedro Bloch / Elenco: Cleide Holanda, Antonieta Noronha, Leonan Moreira, João Antônio  Campos, Francisco Arruda, Zulene Martins, Tarcisio Azevedo, Zenaide Portela e Marcus Miranda / Iluminação: Jose Maria Jorge / Decoração: Nonato Freire / Adereços: Jose Murilo / Sonoplastia: Haroldo Celino / Diretor de Cena: Marcelo Costa / Supervisão de Ensaios: Waldemar Garcia / Direção: Marcus Miranda

4. AS AVENTURAS DE PEDRO MALAZARTES

Estréia: Teatro Universitário – 1966  (31 de julho)
Texto: João Bittencourt / Elenco: Marcelo Costa, Marcus Miranda, Leonan Moreira e Antonieta Noronha / Cenografia: Walden Luiz / Sonoplastia:  Haroldo Celino / Técnica de Luz: José Maria Jorge / Supervisão de Ensaios: Waldemar Garcia / Produção: Leonan Moreira / Direção: Marcus Miranda

5. ESSA MULHER É MINHA (ou JOÃO GANGORRA)

Estréia: Teatro Universitário – 1966 (06 de outubro)
Texto: Raimundo Magalhães Júnior / Elenco: Lourdinha Martins, Marcus Miranda, José Humberto Cavalcanti, Nilda Magno, Antonieta Noronha, Inez Coelho, João Falcão e Edilson Soares / Cenografia: Walden Luiz / Cenotécnica: Antônio Almeida / Iluminação: José Maria Jorge / Sonoplastia: José Martinho / Direção de Cena: Marcelo Costa / Supervisão de Ensaios: Waldemar Garcia / Produção: Leonan Moreira / Direção: Marcus Miranda

6. ALMANJARRA

Estréia: Teatro Universitário – 1967 (11 de agosto)
Texto: Arthur Azevedo / Elenco: Rinauro Moreira, Iris Breno, Tarcisio Azevedo, Eliete Regina, Maria Luiza Moreira e Marcus Miranda / Iluminação: Jose Maria Jorge / Assistente de Direção: Walden Luiz / Cenografia: Rinauro Moreira / Direção: Marcus Miranda

7. DOIS PERDIDOS NUMA NOITE SUJA

Estréia: Teatro Universitário – 1968 (12 de setembro)
Texto: Plínio Marcos / Elenco: Marcus Miranda e Jório Nerthal / Iluminação: Jose Maria Jorge
Assistência de Produção: Walden Luiz / Produção Executiva: Jório Nerthal /Cenografia, Figurinos e Direção: Marcus Miranda

8. O PECADO E A FLOR

Estréia: Teatro Universitário – 1969 (27 de março)
Texto: Eduardo Campos / Elenco: Cleide Holanda, José Humberto Cavalcanti e Marcus Miranda / Direção: Marcus Miranda

9. SONINHA TODA PURA

Estréia: Texto: Ilclemar Nunes
Teatro Jose de Alencar – 1969 (20 de dezembro)
Elenco: Maria Luiza Moreira, Yvete Pereira, Erotilde Honório, Aderbal Freire-Filho e Marcelo Costa / Cenografia e Planejamento Gráfico: Fausto Nilo / Cenotécnica: Hélder Ramos / Assistência de Direção: Marcelo Costa / Sonoplastia: Mauro Coutinho / Figurinos: Miza Atelier Iluminação: Helio Brasil / Direção: Marcus Miranda

10. AQUELA GAROTA DOS OLHOS GRANDES

Estréia: Teatro José de Alencar – 1970 (17 de julho)
Texto: Rubem Rocha Filho / Elenco: Aderbal Freire-Filho e Dulcina Palhano / Direção: Marcus Miranda

11. DEU FREUD CONTRA

Estréia: Teatro José de Alencar – 1971 (26 de março)
Texto: Silveira Sampaio / Elenco: Marcus Miranda, José Gonçalves, Walden Luiz, Regina Távora e Maria Luiza Moreira / Cenografia: Walden Luiz / Sonoplastia: José Maria Silva / Cenotécnica: Célio Facundo / Iluminação: Helio Brasil / Direção: Marcus Miranda

12. A HISTÓRIA DO ZOOLÓGICO

Estréia: Auditório Castelo Branco da Universidade Federal do Ceará – 1971 (02 de julho)
Texto: Edward Albee / Tradução de Luís Carlos Maciel / Elenco: Marcus Miranda e Jota Arrais / Produção e Direção: Marcus Miranda

13. PRESÉPIO NA VITRINE

Estréia: Teatro Jose de Alencar – 1975 (03de outubro)
Texto: Roberto Freire / Elenco: Erotilde Honório, Walden Luiz, João Antônio Campos, Ary Sherlock, Marcus Miranda, Carlos Dário, Plutarco Montenegro, José Ednardo, João de Deus, José Maria e José Almir / Cenografia: Walden Luiz / Cenotécnica: Helder Ramos / Figurino: Grupo / Sonoplastia: José Maria Silva / Contra-regragem: Antonieta Noronha / Iluminação: Ivo Roza / Maquiagem: Margareth Astor / Direção: Marcus Miranda

14. O ANIVERSÁRIO

Estréia: Teatro José de Alencar – 1976 (09 de outubro)
Texto: Ricardo Guilherme / Elenco: Marcus Miranda / Cenografia: Estrigas / Sonoplastia: José Maria Silva / Cenotécnica: Helder Ramos / Iluminação: Ivo Roza e Ivan Camurça / Contra-Regragem: Ribamar Jonas / Direção: Ricardo Guilherme

15. AS PRESEPADAS DE PEDRO MALAZARTES (ou AS AVENTURAS DE PEDRO MALAZARTES ou ainda BUENAS NOCHES, QUERIDO PÚBLICO)

Estréia: Teatro da EMCETUR – 1976 (28 dezembro)
Texto: João Bittencourt / Elenco: Marcus Miranda, Erotilde Honório, Clóvis Matias e Ricardo Guilherme (depois, Pedro Marcos e Mário Mesquita) / Adaptação e Direção: Marcus Miranda / Música: Mário Mesquita e outros / Sonotécnica e  Iluminação: Ivo Roza / Figurino: O Grupo / Sonoplastia: Jose Maria Silva

16. DOROTÉIA VAI À GUERRA

Estréia: Teatro do IBEU – 1977 (25 de janeiro)
Texto: Carlos Alberto Ratton / Elenco: Erotilde Honório e Marcus Miranda / Cenografia e Figurinos: Walden Luiz / Sonoplastia: Jose Maria Luz / Iluminação: Ivo Roza / Direção: Marcus Miranda

17.  CORTE DE LUZ

Estréia: Teatro da EMCETUR – 1978 (04 de outubro)
Texto: Marcus Miranda / Elenco: Nairo Gomez e Rachel Haddad / Cenografia: Ricardo Guilherme / Direção: Marcus Miranda

18. OS INIMIGOS (adaptação “Os Inimigos Não Mandam Flores”)

Estréia: Teatro do IBEU – 1987 (dezembro)
Texto: Pedro Bloch / Elenco: Marcus Miranda e Chico Góes / Direção: Marcus Miranda

19. COMO DIRIA MONTAIGNE

Estréia: Teatro Nadir Sabóia – 1991 (19 de novembro)
Texto: Wilson Sayão / Elenco: Marcus Miranda, Erotilde Honório, Marcus Fernandes, Paulo Monte, Chico Góes, Wagner Castro, Karla Holanda, Monte Alverne e Janot / Cenografia: Marcus Jussier / Maquiagem: Janot / Direção: Marcus Miranda

20. AS PRESEPADAS DE PEDRO MALAZARTES

Estréia: Teatro Nadir Sabóia – 1992
Texto: João Bittencourt / Elenco: Marcus Miranda, Antonieta Noronha, Chico Góes e Arnaldo Cerkas / Direção: Gilvan Ferraz

21. DOROTÉIA VAI À GUERRA

Estréia: Teatro José de Alencar – 2001 (27/maio)
Texto: Carlos Alberto Ratton / Elenco: Marcus Miranda e Jorge Ritchie / Adereços e Cenotécnica: Walden Luiz / Figurinos: Yuri Yamamoto  / Maquiagem: Janot / Iluminação: Walter Façanha / Sonoplastia: Allan Duvale / Design Gráfico: Paulo Amoreira / Assistência de Produção: William Mendonça e Ana Marlene / Supervisão: Marcus Miranda / Produção e Direção: Sidney Malveira

22. UM MINUTO DE SILÊNCIO

Estréia: Teatro José de Alencar – 2002 (04/setembro)
Texto: Aldo Marcozzi / Elenco: Antonieta Noronha e Thales Valério / Assistência de Direção: Ana Marlene / Iluminação: Walter Façanha / Cenário: Thales Valério / Figurino: Dami Cruz / Maquiagem: Janot / Operação de Som: Dryca Lima / Coreografia: Silvia Moura / Bailarinos: Keliane Maia, Viviane Pereira, Jaqueline Peixoto, Helen Cássia, Thiago Cavalcante, Cleuton Santos e Netinho Nogueira / Design Gráfico: Ronny Alterth / Sonoplastia e Direção: Sidney Malveira /Produção Executiva: Sidney Malveira e William Mendonça

23. AS BESTAS (ou QUARTA-FEIRA SEM FALTA LÁ EM CASA)

Estréia: Teatro SESC Emiliano Queiroz – 2003 (18/julho)
Texto: Mário Brasini / Adaptação: Williams Sant’Annna  / Elenco: Leuda Bandeira e Mazé Figueiredo / Assistência de Direção: Ana Cristina Viana / Cenário: Armando Praça e Tarsila Furtado / Iluminação: Walter Façanha / Figurino: Yuri Yamamoto / Maquiagem: Francisco Costa / Design Gráfico: Bando de Criação / Sonoplastia e Direção: Sidney Malveira

24. ZONA CONTAMINADA

Estréia: Teatro do Centro Cultural Dragão do Mar – 2004 (09/março)
Texto: Caio Fernando Abreu / Elenco: Fernanda Zeballos, Dryca Lima, Murilo Ramos, Oscar Roney e Sidney Malveira / Assistência de Direção: Ana Marlene / Iluminação: Francinice Campos / Sonoplastia: o Grupo / Figurinos e Adereços: José Tarcísio / Maquiagem: Francisco Costa / Design Gráfico: Dryca Lima / Cenografia e Direção: Sidney Malveira

25. TEMPO DE ESPERA

Estréia: Galpão de Artes – 2005 (15/setembro)
Texto: Aldo Leite / Elenco: Antônio Formiga, Katiana Monteiro, Leuda Bandeira, Mikaelly Damasceno e Thomaz de Aquino / Assistência de Direção e Design Gráfico: Dryca Lima / Maquiagem e Figurino: O Grupo / Orientação de Figurino: Marcos Amaral / Trilha Sonora Original: Cláudio Mappa e Jácio Cidade / Iluminação, Cenografia e Direção: Sidney Malveira

26. ANÔNIMOS

Estréia: Teatro Jose de Alencar – 2006 (02 de setembro)
Texto e Atuação: Sidney Malveira / Supervisão de Direção: Ricardo Guilherme / Assistência de Direção, Design Gráfico e Produção: Dryca Lima / Figurino: Thaís de Campos / Iluminação: Aldo Marcozzi / Sonoplastia e Cenografia: o Grupo / Direção: Sidney Malveira

27. EU ANDO, TU ANDAS, ELES OBSERVAM

Estréia: Teatro José de Alencar – 2006 (19/setembro)

Texto e Atuação: Dryca Lima / Assistência de Direção: Sâmia Bittencourt / Colaboração Cênica: Sidney Malveira / Colaboração Coreográfica: Paulo José / Orientação vocal e Trilha Original: Glairton Santiago / Figurino e Adereços: Thaís de Campos / Iluminação: Aldo Marcozzi / Produção, Design Gráfico e Direção: Dryca Lima

28. COISAS, PALAVRAS E CANÇÕES

Estréia: SESC SENAC Iracema – 2008 (11/setembro)
Texto: autores diversos, inclusive Ary Sherlock e Ricardo Guilherme / Elenco: Ary Sherlock / Cenografia e Supervisão de Direção: Sidney Malveira / Direção Musical: Eduardo Holanda / Músicos: Eduardo Holanda (violão) Flávio Sherlock (voz e sax) Rodrigo dos Santos e Maurício Rodrigues (percussão) / Contra-regragem e Assistência: Lucas de Souza / Cenotécnica: Josué e Thaís de Campos / Figurinos e Adereços: Thaís de Campos / Iluminação: Fábio Oliveira / Design Gráfico: Dryca Lima / Direção: Ary Sherlock

29. BIANCHI, HISTÓRIA E SONHO DE UM BAILARINO

Estréia: Teatro José de Alencar – 2010 (30/abril)
Texto: Aldo Marcozzi / Elenco de Atores: Bio Falcão, Ana Marlene, Fernanda Zeballos, Deugiolino Lucas, Jane Azeredo, José Sarubby, Aldo Anísio, Brino Correia, Giovani Marsallis, Patrícia Crespi, Flávia Muluc, Péricles Davy e Yasmin Élica / Elenco de Bailarinos: Isadora Fonteles, João Paulo Barros, Carlos Daniel, Jessica Oliveira e Thaise Vale / Pesquisa e Colaboração Biográfica: Júlia Cândida / Coreografia e Trilha Musical: Daniel Lessa / Cenotécnica: Bosco Ferreira / Figurino, Maquiagem e Adereços: Dami Cruz / Iluminação: Valdecir Bezerra / Vídeo, Design Gráfico e Produção: Dryca Lima / Parceria: Associação de Ballet Hugo Bianchi / Direção de Elenco: Aldo Marcozzi / Cenografia e Direção Geral: Sidney Malveira